quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Em menos de 24 horas dois agentes foram assassinados em Goiás



A execução do agente prisional Edinaldo Monteiro, foi confirmada pelo presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema de Execução Penal do Estado de Goiás (Sinsep-GO), Maxuell Miranda das Neves. Ele foi assassinado a tiros dentro do próprio carro, na cidade de Anápolis, nessa tarde de terça-feira (2). Segundo Maxuell, esse é o segundo agente morto por retaliação ao corte de regalias de presos.

Morto em Anápolis o segundo agente penitenciário em um só dia
Mortes seriam por retaliação ao corte de benefícios concedidos a presos. Segundo agente assassinado foi investigado por receber propina pelas regalias e iria ao velório do colega
Jairo Menezes
Do Mais Goiás 
Imagens de monitoramento mostram toda a ação de bandidos. O agente estava afastado das funções desde novembro passado. Ele havia acabado de entrar no carro, quando foi assassinado por três homens que atiram várias vezes após sair de um Pálio, de cor clara, que encosta na traseira do veículo da vítima. Todos os autores do crime estavam encapuzados. O irmão da vítima, também atingido por tiros, foi socorrido.
Edinaldo Monteiro foi preso na segunda fase da operação Regalia, desencadeada pelo ministério Público de Goiás no dia 21 de novembro de 2017. Segundo as investigações da época, ele era um dos responsáveis por receber propina dos presos para autorizar regalias no interior do presídio. O Ministério Público confirmou que em Anápolis eram constantes as visitas a famílias do lado de fora do cárcere e também festas, dentro do presídio.
Edinaldo Monteiro estava a caminho do velório do colega assassinado nessa manhã. Em novembro, Edinaldo foi preso por receber propinas em troca de regalias a detentos
Profissão de risco 
Esse é o segundo agente assassinado em menos de 24 horas na cidade. Pela manhã, o agente Eduardo Barbosa dos Santos, 34, foi morto também a tiros dentro do próprio carro, quando saía do plantão, no presídio.
Eduardo Barbosa dos Santos, assassinado pela manhã, com mais de 15 tiros, após sair de um plantão no presídio (Foto: Arquivo pessoa)

Nenhum comentário: