segunda-feira, 24 de julho de 2017

Mil vagas para Agente Penitenciário de ambos os sexos, masculino e feminino - Concurso Público para o cargo de Agente Penitenciário do estado do Ceará

Foi publicado na última segunda-feira, 17 de julho, o edital do Concurso Público para o cargo de Agente Penitenciário do estado do Ceará (concurso Agente Penitenciário CE). São ofertadas 1 mil vagas e as oportunidades são para ambos os sexos, masculino e feminino.
A remuneração inicial bruta para o cargo ofertado é de R$ 3.747,29, por até 40 horas semanais, conforme tabela remuneratória de 2016. O Instituto AOCP foi a banca escolhida como responsável para a realização do Concurso. A prova objetiva será aplicada na data provável de 01 de outubro de 2017, em horário e local a ser informado.
O governador do Ceará, Camilo Santana, havia sancionado no dia 04 de julho, a lei que autoriza a criação de vagas para o concurso de agente penitenciário. A lei cria 805 novas vagas e as outras 195 referem-se às vacâncias (aposentadorias, exonerações etc).
Os cargos de agente penitenciário são integrantes da carreira de segurança penitenciária, com lotação na Sejus. Para concorrer, é preciso ter ensino médio completo ou curso profissionalizante de ensino médio, em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação.
As inscrições ficam abertas a partir do dia 31 de julho até o dia 23 de agosto no site da banca, o Instituto AOCP. O valor da inscrição ficou em R$ 100,00. 
 https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/concursos-abertos-24-07/

Atenção Servidores do Sistema prisional de Minas Gerais

Você sabia que os filiados ao SINDASP-MG e seus dependentes têm direito a atendimento psicológico de adultos e crianças na sede do sindicato. 

Os interessados devem entrar em contato com o Sindicato, através do telefone (31) 3271-4145 



segunda-feira, 17 de julho de 2017

Agentes penitenciários contratados começam a ser desligados no Centro-Oeste de Minas

Doze agentes do Presídio Pio Canedo em Pará de Minas foram demitidos (Foto: Reprodução/TV Integração)

Doze agentes do Presídio Pio Canedo em Pará de Minas foram demitidos (Foto: Reprodução/TV Integração)

Vice-presidente da União Mineira dos Agentes Prisionais diz que medida é para dar posse a concursados e acredita que chamados não suprem vagas abertas. Seds diz que rompimento segue a lei.
Por Carina Lelles, G1 Centro-Oeste de Minas 
http://g1.globo.com/mg/centro-oeste/noticia/agentes-penitenciarios-contratados-comecam-a-ser-desligados-no-centro-oeste-de-minas.ghtml

Doze agentes penitenciários de Pará de Minas que tinham contrato temporário foram demitidos este mês. Segundo o vice-presidente da União Mineira dos Agentes Prisionais (Unimasp), Messias Ferreira Rabelo, a medida ocorre em todo o estado porque os concursados serão chamados. Contudo, para ele o número de profissionais empossados não será suficiente pra suprir os desligamentos. Ainda segundo ele, em Minas Gerais já foram demitidos mais de dois mil contratados.
"A posse dos concursados demora de 30 a 60 dias e, muitos deles são concurseiros que, quando chegam na unidade prisional para trabalhar e veem a realidade, muitas vezes até acabam pedindo para sair. Com isso o sistema fica com buracos enormes. Fiquei sabendo de um presídio que chamou 85 concursados, mas 35 foram embora no primeiro dia de trabalho. Por isso acredito que mesmo que estes desligamentos ocorram para dar lugar aos contratados, corre-se o risco de deixar a segurança pública ainda mais sucateada", ressaltou.
Em nota, a Secretaria Estado Defesa Social (Seds) informou que todos os agentes penitenciários contratados estão sendo substituídos por concursados e que o rompimento de contratos é realizado de acordo com a Lei 18.185 de 2009 - que dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público. Ainda conforme a Seds, há um número máximo de agentes penitenciários, assim como todos os servidores do Estado têm limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.
O G1 perguntou à Seds se o número de agentes e de detentos no presídio Pio Canedo em Pará de Minas é suficiente na unidade. A secretaria respondeu que por razões de segurança, o número total de agentes penitenciários e de presos em Pará de Minas, ou em qualquer outro município ou unidades prisionais específicas, é uma informação confidencial.
Segundo Messias, em todo o estado existem cerca de 75 mil presos e cerca de 40 mil pessoas com mandados de prisão em aberto. O Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) recomenda que tenha um agente penitenciário para cada cinco detentos, mas no estado, de acordo com o vice-presidente da Unimasp, existem 14 mil agentes, sendo nove mil deles contratados.
"A situação no interior é ainda pior, pois temos presídio que tem mais de dois mil presos e apenas oito agentes penitenciários trabalhando. Em outros não tem agentes nas guaritas", comentou o vice-presidente da Unimasp. Ainda conforme ele, as próximas cidades que demitirão agentes temporários são: Divinópolis, Nova Serrana e Pitangui.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Depen planeja ações voltadas ao atendimento das demandas biopsicossociais dos servidores do sistema prisional

A visita da pesquisadora mineira vem reforçar a necessidade de ampliar os trabalhos em projetos voltados à promoção da saúde e da qualidade de vida dos servidores do sistema penitenciário

Brasília, 12/7/2017 – Nessa segunda-feira (10) a equipe do Núcleo de Saúde e Qualidade de Vida da Coordenação de Gestão de Pessoas (NSQV/COGEP) do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) recebeu a pesquisadora, assistente social e analista de defesa social, Débora Calais Oliveira Correia, da Divisão de Atenção à Saúde do Servidor da Secretaria de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais (SEAP/MG). A servidora foi convidada para apresentar experiência na implantação da Divisão de Atenção à Saúde do Servidor da SEAP/MG e, ainda, para apresentar pesquisa na área de saúde e qualidade de vida de servidores do sistema prisional de Minas Gerais. 
A iniciativa do estudo surgiu com a observação do significativo índice de adoecimento dos servidores do sistema prisional de Minas Gerais e a necessidade de criação de uma Política específica voltada para a promoção da saúde dos servidores que atuam nessa pauta. A pesquisa visou mensurar os efeitos do aprisionamento na saúde dos servidores a longo prazo, por meio da análise do perfil de adoecimento nesse grupo de trabalhadores, os quais podem estar associados ao ambiente penitenciário e riscos inerentes à atividade.
A visita da pesquisadora vem reforçar a necessidade de ampliar os trabalhos em projetos voltados à promoção de saúde e qualidade de vida dos servidores do sistema penitenciário, corroborando com o atual planejamento que está sendo desenvolvido pelo NSQV/COGEP para ações desse cunho, especialmente, voltadas a atender as demandas biopsicossociais dos servidores.
Serviço de Comunicação Social do Depen

terça-feira, 11 de julho de 2017

Promotor de justiça deu voz de prisão a dois agentes penitenciários



http://www.diariodosertao.com.br/noticias/208825/promotor-da-voz-de-prisao-e-manda-desarmar-agentes-penitenciarios-em-frente-ao-forum-de-sousa-policia-militar-conduziu-envolvidos-para-delegacia.html
Por C. Campelo
Um promotor de justiça do Ministério Público Estadual deu voz de prisão a dois agentes penitenciários que trabalham na Colônia Penal Agrícola do Serão em Sousa. O fato aconteceu na manhã desta terça-feira (11) no Fórum Doutor José Mariz, na cidade de Sousa.
Segundo a polícia, os agentes penitenciários estavam escoltando alguns presos na viatura e a família dos detentos queria ter um contato com eles. Os agentes não deixaram a família ter o contato e informaram que seria um risco e que existia um protocolo da Gerência do Sistema Penitenciário (GESIPE), proibindo tal procedimento.
O promotor teria mandado os agentes autorizarem que a família pudesse ver os presos, e eles afirmaram que não seria possível, momento em que o promotor deu voz de prisão aos agentes e determinou que uma viatura da polícia militar encaminhasse-os para Delegacia de polícia civil pelo crime de Desobediência. Toda ação foi filmada por um agente penitenciário.
Em vídeo gravado com exclusividade para reportagem do Diário do Sertão, o presidente executivo da Associação dos Agentes Penitenciários do Estado da Paraíba (AGEPEN-PB), Marcelo Gervásio Moura da Silva, revelou que o promotor obrigou e coagiu os agentes a quebrarem regras dos princípios da segurança:
“Ele agiu em total descontrole, a conduta do promotor não condiz com o padrão ético do Ministério Público da Paraíba. Esse promotor é despreparado e agiu com flagrante abuso de autoridade, repudiamos essa atitude e vamos denunciar o caso no Conselho Nacional do Ministério Público”, destacou.
DIÁRIO DO SERTÃO
Leia mais notícias no diariodosertao.com.br, siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Play Diário. Envie informações à Redação do Portal Diário do Sertão pelo WhatsApp (83) 9 9156-5774.

Policiais, bombeiros e agentes penitenciários prestam homenagem ao PM morto, em Santa Margarida

http://paracatunews.com.br/noticias/cidade-paracatu/policiais-bombeiros-e-agentes-penitenciarios-prestam-homenagem-ao-pm-morto-em-santa-margarida/6396#sthash.27r1vfvP.dpbs
bb78a1ed78f96f4e84bee385d93453a2.jpg

Policiais, bombeiros e agentes penitenciários prestam homenagem ao PM morto, em Santa Margarida
Objetivo do ato era manifestar o profundo pesar pelo falecimento do policial militar, bem como chamar a atenção da população e autoridades.
Policiais realizaram na manhã desta terça-feira (11) em Paracatu, um comboio em homenagem ao Cabo da PM Marcos, que foi  morto por criminosos durante atendimento de uma ocorrência envolvendo assalto a duas agencias bancárias nesta segunda-feira (10) na cidade de Santa Margarida, MG.
Antes do ato, vários policiais deslocaram com viaturas para a sede do 45º Batalhão de Polícia Militar, onde realizaram uma reunião e abordaram as dificuldades vivenciadas pelos profissionais da segurança pública.
A homenagem aconteceu por volta de 11h30, na Praça Firmina Santana, na área central, e contou com a participação de policiais militares, policiais civis, bombeiros militares, policiais rodoviários federais e agentes penitenciários. Os policiais desembarcaram das viaturas e permaneceram por um minuto com as sirenes das viaturas ligadas, como forma de homenagear o policia militar assassinado.
O ato promovido por policiais e agentes penitenciários, teve objetivo de manifestar o profundo pesar pelo falecimento do policial militar, bem como chamar a atenção da população e autoridades, para a fragilidade da lei, que mantém impunes criminosos contumazes em crimes contra a vida, afetando inúmeras famílias e trazendo a dor e revolta aos familiares que ficam.
A integração entre as forças de segurança na cidade de Paracatu, além de causar emoção entre os participantes, serviu para demonstrar que as instituições estão unidas e com o objetivo de proporcionar uma melhor qualidade de vida e segurança para toda a sociedade. - Disse a PM. 
O ato realizado por policiais militares e bombeiros, também aconteceu em várias cidades de Minas.O corpo do cabo da PM Marcos Marques da Silva, de 37 anos, foi enterrado nesta terça-feira, em Manhuaçu, na Zona da Mata. Um suspeito de participar dos crimes está foragido e continua sendo procurado pela PM.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Deputados aprovam prorrogação de contratos de agentes - Lider do Governo diz que Pimentel vai vetar

Deputados querem prorrogar contrato de agentes penitenciários em Minas sem concurso
A emenda foi aprovada pelo plenário da Assembleia nesta quarta-feira.
Líder de governo diz que Pimentel deve vetar

   
postado em 05/07/2017 11:42 / atualizado em 05/07/2017 12:16
Juliana Cipriani /Estado de  Minas
Os deputados estaduais aprovaram, na manhã desta quarta-feira (5), uma emenda Frankenstein coletiva que prorroga a contratação de cerca de 4 mil agentes penitenciários, sem concurso público, até 31 de março de 2019. O artigo foi incluído por pressão do grupo, que ocupou a Assembleia Legislativa nos últimos dias, exigindo a permanência nas vagas.

Apesar de a emenda ter sido aprovada com relatório favorável do deputado Cristiano Silveira, que é do PT, o Executivo deve vetar a medida.

Além de acatar a prorrogação dos contratos até 2019, o relatório aprovado na noite de terça-feira na Comissão de Administração Pública e nesta quarta-feira em plenário, inclui aqueles que já tiveram os contratos extintos em 1º de janeiro de 2017.

Segundo o líder do governo, deputado Durval Ângelo (PT), o estado tem hoje 14 mil agentes concursados e 4 mil contratados. Ele diz que, se a regra entrar em vigor, concursados, inclusive já nomeados, podem ser prejudicados. “Em outubro deste ano, vencem cerca de mil contratos e o governo não vai renovar. Se essa emenda chegar ao Executivo será vetada, a posição do governo é pelo concurso público”, afirmou.
A reunião foi acompanhada pelos agentes penitenciários. O projeto de lei no qual foi incluída a emenda trata da subsitituição de documentos físicos por eletrônicos com o objetivo de simplificar processos na administração.

Agentes penitenciários ocupam Assembleia em protesto contra demissões

Deputados negociam a saída dos manifestantes do local

Agentes penitenciários ocupam Assembleia
Agentes penitenciários ocupam Assembleia
DA REDAÇÃO http://www.otempo.com.br/cidades/agentes-penitenci%C3%A1rios-ocupam-assembleia-em-protesto-contra-demiss%C3%B5es-1.1492776
Um grupo de cerca de 60 agentes penitenciários ocupou, na noite desta segunda-feira (3), as dependências da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em protesto contra a demissão de funcionários pelo governo de Minas. Os agentes exigem que os contratos dos atuais servidores sejam renovados até 2019. Atualmente, a administração estadual vinha nomeando agentes aprovados em concurso público no lugar dos atuais ocupantes dos postos.
Sindicalistas argumentam que há mais de 800 vagas abertas no concurso público da categoria e que não foram completadas. Ao todo, segundo o grupo, há uma defasagem de 1.300 agentes no Estado. Na semana passada, os agentes foram recebidos pela Comissão de Segurança Pública da Casa para discutir a situação.
O agente socioeducativo de Belo Horizonte e membro do Sindicato dos Agentes Socioeducativos, Rômulo Assis, chegou a questionar o número alto de demissões “Como vamos fechar essa conta? A carga horária já é pesada e, sem recursos humanos, como vamos fazer? O número de agentes que sai é maior que o número que entra”, afirmou. Nesse sentido, Assis, durante a reunião, defendeu que as demissões não aconteçam enquanto não for resolvida a possibilidade de um novo concurso público.
Os deputados Rogerio Correia (PT) e Sargento Rodrigues (PDT) conversaram com o grupo para negociar a sua saída do plenário. Uma emenda que propõe a renovação imediata dos contratos dos atuais trabalhadores por dois anos foi elaborada para conter a crise. O presidente da Casa, deputado Adalclever Lopes (PMDB), também participou das conversas para a saída do grupo do local. Não houve ocorrências.

domingo, 2 de julho de 2017

Agente mata bandido em Uberaba

http://folhauberaba.com.br/noticias/agente-penitenciario-reage-assalto-e-mata-assaltante
Publicado em dom, 02/07/2017 - 00:00

Em mais um caso de violência registrado em Uberaba, desta vez s bandidos encontraram alguém em condições de reagir.
Um agente epnitenciário foi vitima de um roubo tentado agora ha pouco no posto Milano da Tonico dos Santos, os bandidos tentaram roubar seu carro e o agente reagiu, houve troca de tiros e um dos bandidos acabou morto e o outro fugiu, o agente foi ferido, porém segundo repassado à folhauberaba.com.br não corre risco de morte.
O assaltante motto foi identificado como Webert Alves Xavier. A policia está no local aguardando os trabalhos da pericia e a remoção do corpo para o IML.