segunda-feira, 15 de maio de 2017

Detentos serram grades e provocam motim em presídio de Pouso Alegre, MG


Detentos serram grades e provocam motim em presídio de Pouso Alegre (MG) (Foto: Thiago Luz/EPTV)


Em janeiro, hpuve indícios de tumulto em Pouso Alegre (Foto: Reprodução/EPTV)

















Detentos serram grades e provocam motim em presídio de Pouso Alegre, MG
Segundo a Seap, agentes fazem vistoria nas celas durante a tarde desta segunda-feira (15).
Por G1 Sul de Minas
Detentos serram grades e provocam motim em presídio de Pouso Alegre (MG) (Foto: Thiago Luz/EPTV) Detentos serram grades e provocam motim em presídio de Pouso Alegre (MG) (Foto: Thiago Luz/EPTV)
Um motim foi registrado nesta segunda-feira (15) no presídio de Pouso Alegre (MG). Segundo a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), presos serraram grades de celas e da galeria- o corredor que dá acesso ao pátio da unidade. O órgão informou que o motim foi controlado no final da manhã e que ninguém fugiu ou se feriu.
Conforme a Seap, agentes penitenciários perceberam uma movimentação anormal no começo da manhã e descobriram que dois presos que estavam no banho de sol serraram as grades da galeria. Acredita-se que, no mesmo momento, detentos de duas celas da ala 2 fizeram o mesmo. Um grupo então se escondeu no banheiro do salão usado para receber familiares enquanto um detento simulou passar mal.
Em janeiro, hpuve indícios de tumulto em Pouso Alegre (Foto: Reprodução/EPTV) Em janeiro, hpuve indícios de tumulto em Pouso Alegre (Foto: Reprodução/EPTV)
Em janeiro, hpuve indícios de tumulto em Pouso Alegre (Foto: Reprodução/EPTV)
A Seap não disse quantos presos se envolveram no motim. Cães foram usados para ajudar os agentes no controle. De acordo com a Polícia Militar, militares também foram chamados para garantir a segurança do lado de fora do presídio por volta das 10h.
Ainda segundo a secretaria, as celas que tiveram as grades cerradas foram interditadas temporariamente e os agentes fazem vistoria para localização de objetos cortantes na tarde desta segunda-feira. "A direção-geral de unidade instaurou um procedimento interno para apurar administrativamente as responsabilidades e outros danos ao patrimônio", explicou em nota.
Em 27 de janeiro deste ano, um tumulto também ocorreu no presídio de Pouso Alegre. Na época, os detentos reclamavam de superlotação na unidade, mas a Seap negou a existência do tumulto, declarando que nessa data houve uma vistoria de rotina nas celas.

Nenhum comentário: