domingo, 16 de abril de 2017

Homem invade Ceresp e comparsas atiram contra agentes penitenciários

http://www.otempo.com.br/cidades/homem-invade-ceresp-e-comparsas-atiram-contra-agentes-penitenci%C3%A1rios-1.1461457

O criminoso ainda não foi localizado; a Polícia Militar ainda não sabe qual era a intenção do suspeito ao entrar no centro de reclusão; ninguém ficou ferido

Segundo detentos, Ceresp-Betim está superlotado
Homem invade Ceresp e atira contra agentes penitenciários em Betim
PUBLICADO EM 16/04/17 - 09h16
Um homem invadiu a área externa do Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, na madrugada deste domingo (16), foi descoberto e, durante a fuga, comparsas que estariam dando cobertura a ele trocaram tiros com agentes penitenciários. Ninguém se feriu. O suspeito estaria tentando jogar um objeto para detentos dentro da unidade.
De acordo com a Polícia Militar, um agente fazia ronda no local e, por volta das 2h45, encontrou o invasor escondido em um canto escuro, próximo ao vestiário feminino, vestindo calça jeans, agasalho e tênis – todas as peças na cor preta. Ao receber ordem de parada, o homem se levantou rapidamente e saiu correndo, fugindo por uma fresta da cerca do estacionamento, em direção a uma mata.
O agente solicitou reforço e uma equipe seguiu o suspeito, cujos comparsas, que o aguardavam do lado de fora da unidade, atiraram contra os agentes. Eles revidaram, mas ninguém se feriu e os homens conseguiram fugir. O invasor acabou deixando o tênis para trás.
O grupo de Rondas Ostensivas com Cães (Rocca) da Polícia Militar auxiliou nas buscas e usou o cheiro do sapato do suspeito para tentar localizá-lo. No entanto, até a manhã de ontem, ninguém havia sido encontrado.
Invasão. A perícia constatou que, para entrar no Ceresp, o suspeito deslocou um dos postes de sustentação da cerca do local. Um dos funcionários da unidade, que não quis ser identificado, disse que a estrutura do local é precária e pode ser facilmente invadida. "A cerca externa é muito frágil, para entrar dá para pular ou quebrar, não é a ideal. Durante a noite, a segurança é precária também, são menos agentes e trabalhamos com o mínimo", afirmou.
Segundo ele, o suspeito entrou no estacionamento do Ceresp com o objetivo de jogar um objeto dentro da unidade, para os detentos. "Não sabemos se era um celular ou outra coisa. Já aconteceu isso antes, não só aqui, mas em outras unidades do Ceresp", pontuou. Ele ressaltou que a unidade tem capacidade para 400 presos, mas tem 1.211 detentos atualmente.
Procurada, a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) afirmou que os agentes penitenciários do Ceresp evitaram que um suspeito "jogasse uma sacola dentro da unidade prisional" e que a unidade segue sua rotina. A pasta declarou que um boletim de ocorrência foi registrado e que a Polícia Civil vai investigar o caso.
A Seap não comentou a questão da segurança da unidade e pontuou que a superlotação do sistema prisional é realidade não só em Minas Gerais, mas em todo o país. A pasta firmou que vem adotando uma série de medidas para ampliar a disponibilidade de vagas e que, neste ano, vai inaugurar quatro unidades, totalizando 1.120 novas vagas.
Ribeirão das Neves
Lembrando uma cena da série Prison Break, 15 internos do Centro Socioeducativo de Justinópolis, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, fugiram na manhã desse sábado (15).
Conforme informou a Polícia Militar, os adolescentes jogavam bola no momento da fuga. Eles teriam planejado a saída e rendido agentes socieducativos com facas. Um cobertor foi usado por eles para pular o muro e se livrar do arrame.    
Um menor de 16 anos, que foi recapturado, contou que aproveitou o momento e pulou com outros adolescentes. O adolescente cortou o pé, será medicado e encaminhado para a delegacia de plantão.

Nenhum comentário: