quinta-feira, 2 de março de 2017

Escalonamento de salário de servidores pelo governo de MG completa um ano

http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2017/03/01/interna_politica,850850/escalonamento-de-salario-de-servidores-pelo-governo-de-mg-faz-um-ano.shtml

Desde agosto de 2016, a primeira parcela vem sendo paga por volta do dia 10 para que o estado consiga arrecadar dinheiro para a folha

postado em 01/03/2017 09:57 / atualizado em 01/03/2017 10:10
Euler Junior/EM/D.A Press

Os cerca de 600 mil servidores do estado de Minas Gerais completaram em fevereiro um ano recebendo os salários de forma escalonada. Conforme escalas anunciadas trimestralmente, o funcionalismo está recebendo os vencimentos em até três vezes, dependendo do valor do salário. A prática, anunciada em janeiro de 2016 para durar inicialmente até maio daquele ano, não tem previsão de acabar, segundo a Secretaria de Estado da Fazenda. 

Até o fim deste mês, o governo anuncia quais serão as datas do pagamento nos próximos três meses e, até então, não há nada que indique o fim do escalonamento. 

Segundo a última escala de pagamento anunciada pelo governo, que divulgou as datas até este mês, o pagamento dos salários em março para os funcionários serão nos dias 10, 17 e 21, seguindo os mesmos critérios que o estado vem adotando desde o início de 2016. A primeira data é para pagar até R$ 3 mil líquidos, a segunda até R$ 6 mil e a terceira o restante, para completar o salário de quem ganha acima deste valor. 

Em janeiro de 2016, o governo anunciou que 75% dos servidores, que somam 477 mil funcionários públicos do estado com salários líquidos de até R$ 3 mil, receberiam os salários integralmente até o 5º dia útil a partir de fevereiro. Já para os que ganham até R$ 6 mil, o restante passou a ser pago em uma segunda data e nos salários superiores a este valor, o contracheque veio dividido de três vezes. 

O escalonamento foi necessário, segundo o governo, por causa da grave crise financeira. 

Desde agosto de 2016, a primeira parcela do salário – ou o valor integral, para aqueles que ganham até R$ 3 mil líquidos – passou a ser creditada depois do 5º dia útil, saindo por volta do dia 10 do mês. À época, o secretário da Fazenda José Afonso Bicalho disse que a ampliação do prazo era necessária para que a arrecadação chegasse aos cofres do estado antes de pagar o funcionalismo. A folha é estimada em cerca de R$ 2,5 bilhões. 

13º fatiado


O 13º salário também está sendo parcelado. No primeiro dia de pagamento, em 22 de dezembro, todos os servidores receberam metade do benefício, independentemente do valor do salário. A segunda parte, para aqueles com salário até R$ 6 mil, foi creditada em 24 de janeiro, completando o 13º de 95% dos servidores, segundo o governo. Os remanescentes, com vencimentos superiores a R$ 6 mil, só terão o restante do benefício em 24 de março.

Nenhum comentário: