segunda-feira, 17 de julho de 2017

Agentes penitenciários contratados começam a ser desligados no Centro-Oeste de Minas

Doze agentes do Presídio Pio Canedo em Pará de Minas foram demitidos (Foto: Reprodução/TV Integração)

Doze agentes do Presídio Pio Canedo em Pará de Minas foram demitidos (Foto: Reprodução/TV Integração)

Vice-presidente da União Mineira dos Agentes Prisionais diz que medida é para dar posse a concursados e acredita que chamados não suprem vagas abertas. Seds diz que rompimento segue a lei.
Por Carina Lelles, G1 Centro-Oeste de Minas 
http://g1.globo.com/mg/centro-oeste/noticia/agentes-penitenciarios-contratados-comecam-a-ser-desligados-no-centro-oeste-de-minas.ghtml

Doze agentes penitenciários de Pará de Minas que tinham contrato temporário foram demitidos este mês. Segundo o vice-presidente da União Mineira dos Agentes Prisionais (Unimasp), Messias Ferreira Rabelo, a medida ocorre em todo o estado porque os concursados serão chamados. Contudo, para ele o número de profissionais empossados não será suficiente pra suprir os desligamentos. Ainda segundo ele, em Minas Gerais já foram demitidos mais de dois mil contratados.
"A posse dos concursados demora de 30 a 60 dias e, muitos deles são concurseiros que, quando chegam na unidade prisional para trabalhar e veem a realidade, muitas vezes até acabam pedindo para sair. Com isso o sistema fica com buracos enormes. Fiquei sabendo de um presídio que chamou 85 concursados, mas 35 foram embora no primeiro dia de trabalho. Por isso acredito que mesmo que estes desligamentos ocorram para dar lugar aos contratados, corre-se o risco de deixar a segurança pública ainda mais sucateada", ressaltou.
Em nota, a Secretaria Estado Defesa Social (Seds) informou que todos os agentes penitenciários contratados estão sendo substituídos por concursados e que o rompimento de contratos é realizado de acordo com a Lei 18.185 de 2009 - que dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público. Ainda conforme a Seds, há um número máximo de agentes penitenciários, assim como todos os servidores do Estado têm limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.
O G1 perguntou à Seds se o número de agentes e de detentos no presídio Pio Canedo em Pará de Minas é suficiente na unidade. A secretaria respondeu que por razões de segurança, o número total de agentes penitenciários e de presos em Pará de Minas, ou em qualquer outro município ou unidades prisionais específicas, é uma informação confidencial.
Segundo Messias, em todo o estado existem cerca de 75 mil presos e cerca de 40 mil pessoas com mandados de prisão em aberto. O Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) recomenda que tenha um agente penitenciário para cada cinco detentos, mas no estado, de acordo com o vice-presidente da Unimasp, existem 14 mil agentes, sendo nove mil deles contratados.
"A situação no interior é ainda pior, pois temos presídio que tem mais de dois mil presos e apenas oito agentes penitenciários trabalhando. Em outros não tem agentes nas guaritas", comentou o vice-presidente da Unimasp. Ainda conforme ele, as próximas cidades que demitirão agentes temporários são: Divinópolis, Nova Serrana e Pitangui.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Depen planeja ações voltadas ao atendimento das demandas biopsicossociais dos servidores do sistema prisional

A visita da pesquisadora mineira vem reforçar a necessidade de ampliar os trabalhos em projetos voltados à promoção da saúde e da qualidade de vida dos servidores do sistema penitenciário

Brasília, 12/7/2017 – Nessa segunda-feira (10) a equipe do Núcleo de Saúde e Qualidade de Vida da Coordenação de Gestão de Pessoas (NSQV/COGEP) do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) recebeu a pesquisadora, assistente social e analista de defesa social, Débora Calais Oliveira Correia, da Divisão de Atenção à Saúde do Servidor da Secretaria de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais (SEAP/MG). A servidora foi convidada para apresentar experiência na implantação da Divisão de Atenção à Saúde do Servidor da SEAP/MG e, ainda, para apresentar pesquisa na área de saúde e qualidade de vida de servidores do sistema prisional de Minas Gerais. 
A iniciativa do estudo surgiu com a observação do significativo índice de adoecimento dos servidores do sistema prisional de Minas Gerais e a necessidade de criação de uma Política específica voltada para a promoção da saúde dos servidores que atuam nessa pauta. A pesquisa visou mensurar os efeitos do aprisionamento na saúde dos servidores a longo prazo, por meio da análise do perfil de adoecimento nesse grupo de trabalhadores, os quais podem estar associados ao ambiente penitenciário e riscos inerentes à atividade.
A visita da pesquisadora vem reforçar a necessidade de ampliar os trabalhos em projetos voltados à promoção de saúde e qualidade de vida dos servidores do sistema penitenciário, corroborando com o atual planejamento que está sendo desenvolvido pelo NSQV/COGEP para ações desse cunho, especialmente, voltadas a atender as demandas biopsicossociais dos servidores.
Serviço de Comunicação Social do Depen

terça-feira, 11 de julho de 2017

Promotor de justiça deu voz de prisão a dois agentes penitenciários



videohttp://www.diariodosertao.com.br/noticias/208825/promotor-da-voz-de-prisao-e-manda-desarmar-agentes-penitenciarios-em-frente-ao-forum-de-sousa-policia-militar-conduziu-envolvidos-para-delegacia.html
Por C. Campelo
Um promotor de justiça do Ministério Público Estadual deu voz de prisão a dois agentes penitenciários que trabalham na Colônia Penal Agrícola do Serão em Sousa. O fato aconteceu na manhã desta terça-feira (11) no Fórum Doutor José Mariz, na cidade de Sousa.
Segundo a polícia, os agentes penitenciários estavam escoltando alguns presos na viatura e a família dos detentos queria ter um contato com eles. Os agentes não deixaram a família ter o contato e informaram que seria um risco e que existia um protocolo da Gerência do Sistema Penitenciário (GESIPE), proibindo tal procedimento.
O promotor teria mandado os agentes autorizarem que a família pudesse ver os presos, e eles afirmaram que não seria possível, momento em que o promotor deu voz de prisão aos agentes e determinou que uma viatura da polícia militar encaminhasse-os para Delegacia de polícia civil pelo crime de Desobediência. Toda ação foi filmada por um agente penitenciário.
Em vídeo gravado com exclusividade para reportagem do Diário do Sertão, o presidente executivo da Associação dos Agentes Penitenciários do Estado da Paraíba (AGEPEN-PB), Marcelo Gervásio Moura da Silva, revelou que o promotor obrigou e coagiu os agentes a quebrarem regras dos princípios da segurança:
“Ele agiu em total descontrole, a conduta do promotor não condiz com o padrão ético do Ministério Público da Paraíba. Esse promotor é despreparado e agiu com flagrante abuso de autoridade, repudiamos essa atitude e vamos denunciar o caso no Conselho Nacional do Ministério Público”, destacou.
DIÁRIO DO SERTÃO
Leia mais notícias no diariodosertao.com.br, siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e veja nossos vídeos no Play Diário. Envie informações à Redação do Portal Diário do Sertão pelo WhatsApp (83) 9 9156-5774.

Policiais, bombeiros e agentes penitenciários prestam homenagem ao PM morto, em Santa Margarida

http://paracatunews.com.br/noticias/cidade-paracatu/policiais-bombeiros-e-agentes-penitenciarios-prestam-homenagem-ao-pm-morto-em-santa-margarida/6396#sthash.27r1vfvP.dpbs
bb78a1ed78f96f4e84bee385d93453a2.jpg

Policiais, bombeiros e agentes penitenciários prestam homenagem ao PM morto, em Santa Margarida
Objetivo do ato era manifestar o profundo pesar pelo falecimento do policial militar, bem como chamar a atenção da população e autoridades.
Policiais realizaram na manhã desta terça-feira (11) em Paracatu, um comboio em homenagem ao Cabo da PM Marcos, que foi  morto por criminosos durante atendimento de uma ocorrência envolvendo assalto a duas agencias bancárias nesta segunda-feira (10) na cidade de Santa Margarida, MG.
Antes do ato, vários policiais deslocaram com viaturas para a sede do 45º Batalhão de Polícia Militar, onde realizaram uma reunião e abordaram as dificuldades vivenciadas pelos profissionais da segurança pública.
A homenagem aconteceu por volta de 11h30, na Praça Firmina Santana, na área central, e contou com a participação de policiais militares, policiais civis, bombeiros militares, policiais rodoviários federais e agentes penitenciários. Os policiais desembarcaram das viaturas e permaneceram por um minuto com as sirenes das viaturas ligadas, como forma de homenagear o policia militar assassinado.
O ato promovido por policiais e agentes penitenciários, teve objetivo de manifestar o profundo pesar pelo falecimento do policial militar, bem como chamar a atenção da população e autoridades, para a fragilidade da lei, que mantém impunes criminosos contumazes em crimes contra a vida, afetando inúmeras famílias e trazendo a dor e revolta aos familiares que ficam.
A integração entre as forças de segurança na cidade de Paracatu, além de causar emoção entre os participantes, serviu para demonstrar que as instituições estão unidas e com o objetivo de proporcionar uma melhor qualidade de vida e segurança para toda a sociedade. - Disse a PM. 
O ato realizado por policiais militares e bombeiros, também aconteceu em várias cidades de Minas.O corpo do cabo da PM Marcos Marques da Silva, de 37 anos, foi enterrado nesta terça-feira, em Manhuaçu, na Zona da Mata. Um suspeito de participar dos crimes está foragido e continua sendo procurado pela PM.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Deputados aprovam prorrogação de contratos de agentes - Lider do Governo diz que Pimentel vai vetar

Deputados querem prorrogar contrato de agentes penitenciários em Minas sem concurso
A emenda foi aprovada pelo plenário da Assembleia nesta quarta-feira.
Líder de governo diz que Pimentel deve vetar

   
postado em 05/07/2017 11:42 / atualizado em 05/07/2017 12:16
Juliana Cipriani /Estado de  Minas
Os deputados estaduais aprovaram, na manhã desta quarta-feira (5), uma emenda Frankenstein coletiva que prorroga a contratação de cerca de 4 mil agentes penitenciários, sem concurso público, até 31 de março de 2019. O artigo foi incluído por pressão do grupo, que ocupou a Assembleia Legislativa nos últimos dias, exigindo a permanência nas vagas.

Apesar de a emenda ter sido aprovada com relatório favorável do deputado Cristiano Silveira, que é do PT, o Executivo deve vetar a medida.

Além de acatar a prorrogação dos contratos até 2019, o relatório aprovado na noite de terça-feira na Comissão de Administração Pública e nesta quarta-feira em plenário, inclui aqueles que já tiveram os contratos extintos em 1º de janeiro de 2017.

Segundo o líder do governo, deputado Durval Ângelo (PT), o estado tem hoje 14 mil agentes concursados e 4 mil contratados. Ele diz que, se a regra entrar em vigor, concursados, inclusive já nomeados, podem ser prejudicados. “Em outubro deste ano, vencem cerca de mil contratos e o governo não vai renovar. Se essa emenda chegar ao Executivo será vetada, a posição do governo é pelo concurso público”, afirmou.
A reunião foi acompanhada pelos agentes penitenciários. O projeto de lei no qual foi incluída a emenda trata da subsitituição de documentos físicos por eletrônicos com o objetivo de simplificar processos na administração.

Agentes penitenciários ocupam Assembleia em protesto contra demissões

Deputados negociam a saída dos manifestantes do local

Agentes penitenciários ocupam Assembleia
Agentes penitenciários ocupam Assembleia
DA REDAÇÃO http://www.otempo.com.br/cidades/agentes-penitenci%C3%A1rios-ocupam-assembleia-em-protesto-contra-demiss%C3%B5es-1.1492776
Um grupo de cerca de 60 agentes penitenciários ocupou, na noite desta segunda-feira (3), as dependências da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em protesto contra a demissão de funcionários pelo governo de Minas. Os agentes exigem que os contratos dos atuais servidores sejam renovados até 2019. Atualmente, a administração estadual vinha nomeando agentes aprovados em concurso público no lugar dos atuais ocupantes dos postos.
Sindicalistas argumentam que há mais de 800 vagas abertas no concurso público da categoria e que não foram completadas. Ao todo, segundo o grupo, há uma defasagem de 1.300 agentes no Estado. Na semana passada, os agentes foram recebidos pela Comissão de Segurança Pública da Casa para discutir a situação.
O agente socioeducativo de Belo Horizonte e membro do Sindicato dos Agentes Socioeducativos, Rômulo Assis, chegou a questionar o número alto de demissões “Como vamos fechar essa conta? A carga horária já é pesada e, sem recursos humanos, como vamos fazer? O número de agentes que sai é maior que o número que entra”, afirmou. Nesse sentido, Assis, durante a reunião, defendeu que as demissões não aconteçam enquanto não for resolvida a possibilidade de um novo concurso público.
Os deputados Rogerio Correia (PT) e Sargento Rodrigues (PDT) conversaram com o grupo para negociar a sua saída do plenário. Uma emenda que propõe a renovação imediata dos contratos dos atuais trabalhadores por dois anos foi elaborada para conter a crise. O presidente da Casa, deputado Adalclever Lopes (PMDB), também participou das conversas para a saída do grupo do local. Não houve ocorrências.

domingo, 2 de julho de 2017

Agente mata bandido em Uberaba

http://folhauberaba.com.br/noticias/agente-penitenciario-reage-assalto-e-mata-assaltante
Publicado em dom, 02/07/2017 - 00:00

Em mais um caso de violência registrado em Uberaba, desta vez s bandidos encontraram alguém em condições de reagir.
Um agente epnitenciário foi vitima de um roubo tentado agora ha pouco no posto Milano da Tonico dos Santos, os bandidos tentaram roubar seu carro e o agente reagiu, houve troca de tiros e um dos bandidos acabou morto e o outro fugiu, o agente foi ferido, porém segundo repassado à folhauberaba.com.br não corre risco de morte.
O assaltante motto foi identificado como Webert Alves Xavier. A policia está no local aguardando os trabalhos da pericia e a remoção do corpo para o IML. 

quarta-feira, 28 de junho de 2017

GOVERNO DE MINAS GERAIS NOMEIA 1.352 AGENTES PENITENCIÁRIOS NO PRÓXIMO SÁBADO (1/7)

GOVERNO DE MINAS GERAIS NOMEIA 1.352 AGENTES PENITENCIÁRIOS NO PRÓXIMO SÁBADO (1/7)

     
 post agentepenitenciario junho 600PXhttp://www.planejamento.mg.gov.br/banco-de-noticias-banco/4720-governo-de-minas-gerais-nomeia-1-352-agentes-penitenciarios-no-proximo-sabado-1-7

Medida contempla compromisso assumido com a categoria e comissão de concursados para nomeação de aprovados em processo seletivo de 2013

O Governo de Minas Gerais irá nomear, no próximo sábado (1/7), os últimos 1.352 aprovados para o cargo de agente de segurança penitenciário referentes ao edital Seplag/Seds nº 08/2013.
Ainda em julho serão empossados 800 aprovados, ficando o restante para agosto. Dessa forma, o Governo de Minas Gerais encerra as nomeações do concurso realizado em 2013 e conclui um compromisso assumido com os sindicatos da categoria e com a comissão dos aprovados.
Também para julho estão previstas outras 100 nomeações dos aprovados no concurso público regido pelo edital Seplag/Seds nº 07/2013 para os cargos de analista executivo de Defesa Social (Aneds) e assistente executivo de Defesa Social (Aseds), distribuídos entre as Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap).
No último sábado (24/7), o Governo de Minas Gerais finalizou o edital Seplag/Seds nº 09/2013 ao publicar a nomeação dos últimos 118 aprovados do concurso para o cargo de agentes de segurança socioeducativo. Todos os nomeados irão substituir contratos administrativos, condição permitida pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Secretaria de Administração Prisional entrega as novas carteiras de identidade funcional

imagem de destaque
http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticia/secretaria-de-administracao-prisional-entrega-as-novas-carteiras-de-identidade-funcional

imagem de destaqueOmar Freire/Imprensa MG
Secretaria de Administração Prisional entrega as novas carteiras de identidade funcional

Impresso em papel moeda e com o brasão do Estado de Minas Gerais, documento possui diversos mecanismos de segurança


A nova carteira é uma demanda antiga dos servidores do Sistema PrisionalDOWNLOAD DA IMAGEM 
ícone de compartilhamento

O Secretário de Estado de Administração Prisional, Desembargador Francisco Kupidlowski, entregou carteiras funcionais para oito servidores da SEAP que, na ocasião, representaram todos os agentes de segurança penitenciários, analistas e assistentes do Estado.

Governo de Minas divulga escala de pagamento para julho

http://bhaz.com.br/2017/06/26/pagamento-servidores-julho/

De 

O Governo de Minas Gerais informou que realizará o pagamento dos servidores referente ao mês de junho, a partir do dia 13 do próximo mês. A escala dos parcelamentos dos vencimentos só continha informações de julho.
Os que ganham até R$ 3 mil receberão o valor integral no dia 13. Já os que recebem quantia acima desse valor receberão a primeira parcela nesse dia, e as outras em 20 de julho (quinta-feira) e 26 (quarta-feira) do mesmo mês.
O motivo da escala conter apenas um mês é justificado pela expectativa por parte do governo de ter a aprovação de um conjunto de leis pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Isso possibilitaria recursos adicionais que fariam com que a escala de pagamento fosse reestruturada em prol dos trabalhadores.
A escala foi divulgada na última sexta-feira (23) pelas secretarias de Estado da Fazenda (SEF) e de Planejamento e Gestão (Seplag).

Troca de tiros na porta da Penitenciária José Maria Alkimin

PCC promete executar oito servidores do sistema penitenciário federal até a próxima sexta-feira (30)

Laureano Secundo | Quarta, 28 de Junho de 2017 

  PCC promete executar servidores
http://www.diariodigital.com.br/policia/pcc/159750/
Visitas já teriam sido suspensas nos presídios federais

 Ameaças de facção determina suspensão de visitas Visitas já teriam sido suspensas nos presídios federais (Foto: Arquivo Diário Digital) 

A maior facção criminosa do país havia determinado a morte de oito servidores do sistema penitenciário federal até a próxima sexta-feira (30): dois para cada penitenciária federal: Porto Velho (RO), Mossoró (RN), Campo Grande (MS),e em Catanduvas (PR). O Depen (Departamento Penitenciário Nacional), órgão do Ministério da Justiça, manterá a suspensão das visitas íntimas e sociais a detentos nos quatro presídios federais do Brasil. No dia 25 de maio, Melissa Almeida, psicóloga do presídio de segurança máxima de Catanduvas (PR), foi assassinada com dois tiros de fuzil na cabeça em uma emboscada ao voltar para sua casa na cidade de Cascavel (PR). A morte elevou o nível de alerta do sistema penitenciário federal. Nesta semana, quando se encerra o prazo da suspensão, advogados e familiares de presos receberam a informação de que somente as visitas de parlatório serão retomadas.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Instituído o dia Estadual do Agente de Segurança Penitenciário de MG


Agentes fazem ato contra obrigação de passar por scanner corporal no complexo penitenciário de Juiz de Fora

https://minashoje.com/2017/06/agentes-fazem-ato-contra-obrigacao-de-passar-por-scanner-corporal-no-complexo-penitenciario-de-juiz-de-fora/
Agentes penitenciários mostram parecer do Conselho Nacional de Radiologia que enumera riscos de exposição contínua ao body scan (Foto: Sindicato dos Agentes Penitenciários/Divulgação)
Os agentes penitenciários do complexo de Linhares em Juiz de Fora fizeram um ato na manhã desta sexta-feira (23), pelo segundo dia consecutivo, contra a determinação que obriga os servidores a passarem todos os dias pelo “body scan”, o scanner corporal. O sindicato da categoria questiona a falta de um técnico especializado e o risco à saúde do agentes.
Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) informou que a norma é obrigatória e que há um estudo sobre os riscos à saúde em andamento na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
Os equipamentos foram instalados no Complexo Penitenciário e no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) em agosto de 2016. Na época, a Seap afirmou que o sistema eliminaria a chamada “revista vexatória” de visitantes, dos próprios presos, de servidores e de prestadores de serviço com a vantagem da eficácia na detecção de armas e drogas.
No início das atividades, foi informado que os equipamentos, que também incluem um conjunto de esteira e pórtico de raios-X para o Fórum de Juiz de Fora, foram alugados a custo mensal de R$ 24 mil. O primeiro ano de uso, orçado em R$ 288 mil, foi quitado a partir de recursos arrecadados nas penas de prestação pecuniária. Segundo a assessoria, o contrato de locação assegura a manutenção dos scanners.
Complexo Penitenciário e Ceresp têm escâneres corporais em Juiz de Fora desde 2016 (Foto: Gil Leonardi/Divulgação)
O diretor executivo do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Juiz de Fora, Fábio Gomes, disse que a vistoria obrigatória pelo body scan foi determinada em um ato administrativo do secretário de Administração Prisional, que foi notificado em 8 de junho e entrou em vigor três dias depois.
O sindicalista enumerou os possíveis riscos para quem fica exposto de forma contínua ao equipamento.
“Não tem laudo técnico comprovando que não causa risco à saúde no caso de uso contínuo. Conseguimos um parecer técnico do Conselho Nacional de Radiologia, que afirma que o aparelho é altamente radioativo e que necessita de um técnico para analisar constantemente o nível da radiação e o funcionamento dele em geral”, explicou.
Além disso, o sindicato questiona que os gestores e os presos que fazem serviço fora do complexo penitenciário não utilizam o aparelho. “Os servidores estão sendo obrigados a passar por esta vistoria, inclusive pessoas que tiveram câncer recentemente e acabaram de sair do tratamento”, disse.
O diretor executivo disse que o sindicato vai ingressar com uma ação judicial contestando a medida.
  Complexo Penitenciário e Ceresp de Juiz de Fora receberam escâneres corporais em agosto de 2016 (Foto: Gil Leonardi/Divulgação)

Secretaria de Administração Prisional

A Seap informou que o procedimento para que servidores passem pelo body scan está descrito no Regulamento e Normas de Procedimento do Sistema Prisional de Minas Gerais (ReNP) e que é obrigatório para todos que trabalham nas unidades prisionais que tenham o equipamento.
A secretaria também disse que está realizando um estudo em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) sobre os possíveis riscos à saúde das pessoas com o uso do body scan.

Datas do pagamento no mês de julho/ 2017

quarta-feira, 21 de junho de 2017

AGENTES PENITENCIÁRIOS PROTESTAM CONTRA DEMISSÕES NO SISTEMA PRISIONAL

https://www.almg.gov.br/acompanhe/radio_assembleia/podcasts/index.html?idAudio=1156903
Data: 20/06/2017
Categorias: Segundo a entidade que representa a categoria, cerca de 3 mil contratos se encerram até o fim do ano.
Pessoas: MÁRCIO JOSÉ DO NASCIMENTO, AGENTE PENITENCIÁRIO; RONAN RODRIGUES DA SILVA, PRESIDENTE UNIMASP; DEPUTADO SARGENTO RODRIGUES, PDT

ÁUDIO NO LINK: 
https://mediaserver.almg.gov.br/acervo/156/903/1156903.mp3

segunda-feira, 19 de junho de 2017

CONVOCATÓRIA -TODOS OS SERVIDORES (ASSISTENTE EXECUTIVO DE DEFESA SOCIAL, AUXILIAR EXECUTIVO DE DEFESA SOCIAL E ANALISTAS EXECUTIVOS DE DEFESA SOCIAL) DOS SISTEMAS PRISIONAL E SOCIOEDUCATIVO

CONVOCATÓRIA
Convocamos TODOS OS SERVIDORES (ASSISTENTE EXECUTIVO DE DEFESA SOCIAL, AUXILIAR EXECUTIVO DE DEFESA SOCIAL E ANALISTAS EXECUTIVOS DE DEFESA SOCIAL) DOS SISTEMAS PRISIONAL E SOCIOEDUCATIVO para:
 
ASSEMBLEIA
         DATA:                01/07/2017 - Sábado
         HORÁRIO:          09:00 horas
         LOCAL:               SINDPÚBLICOS - MG
                                      Rua Ouro Preto, 581 - 9º Andar - Barro Preto - BH
         PAUTA:              Mobilização da categoria;
                                      Cumprimento do acordo de 2015
 
         Todos os participantes do interior que são filiados e já tenham desconto em folha serão ressarcidos das despesas com hotel, passagens e alimentação pelo SINDPÚBLICOS-MG. (OBS: O local poderá sofrer alteração devido ao número de participantes)
         Confirme sua presença com BETO no SINDPÚBLICOS - MG (31) 2121-8100 ou pelo e-mailcontato@sindpublicosmg.org.br.
 
         Aguardamos todos dos sistemas socioeducativo e prisional.
 
SINDPÚBLICOS - MG
 

Um homem foi detidoao tentar arremessar uma sacola com drogas, celulares e uma serra sobre um muro do Presídio de Caeté

Por G1 MG, Belo Horizonte

Um homem foi detido, neste domingo (18), ao tentar arremessar uma sacola com drogas, celulares e uma serra sobre um muro do Presídio de Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP), um agente percebeu a movimentação do suspeito e chamou reforço.
A secretaria informou que o suspeito tentou fugir, mas foi capturado. O homem estava com uma sacola com cinco celulares, cinco chips, uma serra, quatro pinos e uma porção de cocaína e outra de maconha, além de um pacote de fumo, conforme a Seap.
Ainda segundo a secretaria, o suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Sabará.

sábado, 17 de junho de 2017

Agentes de Ubá impediram uma fuga de 8 presos

Foi por pouco que 8 presos fechados não conseguiram fugir .

Os presos tentaram fuga de uma cela onde foram colocados até o conserto da outra que eles quebraram na semana passada.








Agentes descobrem túnel em presídio e desarticulam fuga de detentos

Do R7 com RecordTV Minas
Espaço liga cela aos fundos da unidade prisional
Espaço liga cela aos fundos da unidade prisionalReprodução / RecordTV Minas
Nove detentos do Ceresp (Centro de Remanejamento do Sistema Prisional) Betim, na Grande BH, tiveram a fuga frustrada por agentes penitenciários, na tarde dessa quinta-feira (15). Os suspeitos cavaram um túnel que ligava a cela aos fundos da unidade para fugir, mas o buraco foi descoberto pelos agentes durante uma revista de rotina.
Os detentos envolvidos na tentativa de fuga, estavam alojados em uma cela seguro, destinada a presos de alta periculosidade que tenham rixa com detentos de outras facções, além de estupradores. A cela é fica em uma área externa aos pavilhões e mais próxima da cerca que circunda a área. Segundo a Seap (Secretaria de Administração Prisional) os presos usaram ferramentas artesanais construídas com pedaços de ferro e panos para abrir o túnel.
Após a descoberta do túnel, a cela foi isolada para manutenção. Os nove detentos foram colocados em outra sala do Ceresp, sem a necessidade de transferência para outra unidade prisional. De acordo com a Seap , uma investigação preliminar administrativa foi aberta para investigar a conduta dos detentos, que não tiveram as identidades divulgadas. Eles podem ser punidos com perda de banho de sol ou visitas, por exemplo. Além disso, eles serão denunciados criminalmente por dano ao patrimônio e tentativa de fuga.

terça-feira, 13 de junho de 2017

O Governo do Estado de Minas Gerais entregou nesta terça-feira, 13 de junho, à Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP) 23 viaturas-cela, sete ambulâncias, 1.963 armas (espingarda calibre 12 e pistola ponto 40), 1.725 coletes à prova de bala, 705.000 munições de treinamento, 48.000 munições menos letais, mil algemas e mil tonfas.



http://www.seds.mg.gov.br/component/gmg/story/3292-sistema-prisional-recebe-viaturas-ambulancias-armas-e-equipamentos

A entrega dessas viaturas e equipamentos faz parte das diretrizes da nova Secretaria que, em agosto, vai completar um ano de criação. A gestão atual tem como metas a valorização dos servidores e a humanização do cumprimento de pena. Desde que assumiu a pasta, o Secretário Francisco Kupidlowski e as equipes das diversas áreas têm promovido ações para incentivar os servidores no desempenho de suas funções e proporcionar melhores condições de trabalho e segurança.


Para o Secretário, o servidor é valorizado a partir do momento em que são disponibilizadas ferramentas de trabalho em perfeitas condições de uso e segurança. Em relação à humanização, é necessário um deslocamento seguro ao preso, quer seja para fóruns, delegacias ou estabelecimentos comerciais. “Conheço e tenho levado ao nosso Governador as demandas do Sistema Prisional. Sou testemunha do envolvimento pessoal dele em nos atender, mas é preciso compreender a grave crise econômica econômica pela qual passa o nosso país”, ressaltou o Secretário.
As viaturas-cela foram doadas pelo Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) e custaram R$ 4.102.901,00. As seguintes unidades foram contempladas: Central Integrada de Escolta do Sistema Prisional (CIESP) de Ribeirão das Neves; Central Integrada de Escolta do Sistema Prisional (CIESP) Juiz de Fora; Presídio de Caxambu; Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem; Presídio São Joaquim de Bicas I; Presídio São Joaquim de Bicas II; Presídio Professor Jacy de Assis, em Uberlândia; Presídio de Poços de Caldas; Presídio Itajubá; Ceresp Gameleira, em Belo Horizonte; Penitenciária de Francisco Sá; Complexo Penitenciário Doutor Pio Canedo, em Pará de Minas; Penitenciária de Três Corações; Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira, em Uberaba; Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho, em Ipaba; Complexo Penitenciário de Ponte Nova; Complexo Penal de Parceria Público-Privada, em Ribeirão das Neves; Presídio de Teófilo Otoni; Presídio de Caratinga e Penitenciária Doutor Manoel Martins Lisboa Júnior, em Muriaé.

As ambulâncias foram adquiridas pelo Governo do Estado e representam um investimento de R$ 849.100,00. Elas foram direcionadas para o Presídio Doutor Manoel Martins Lisboa Junior, em Muriaé; Presídio Floramar, em Divinópolis; Penitenciária de Francisco Sá; e mais quatro unidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte: Presídio Antônio Dutra Ladeira, Presídio de São Joaquim de Bicas I, Penitenciária José Maria Alckimin e Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto.

Houve ainda, pelo Fundo Penitenciário Nacional (FUNPEN), a liberação de verbas para a compra de 1.963 armas (espingarda calibre 12 e pistola ponto 40) que totalizaram R$3.286.865,93.

O Governo Estadual adquiriu, com recursos próprios, 1.725 coletes à prova de bala, 705.000 munições de treinamento, 48.000 munições menos letais, mil algemas e mil tonfas, que totalizaram R$ 4.089.592,00.
Durante o discurso, o Secretário destacou ainda a importância da parceria do Governo Estadual com órgãos federais tanto para a captação de recursos quanto no sentido de uma sinergia de todos que se dedicam ao Sistema Prisional. “Estabelecemos interlocuções com o Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil, Instituições de Segurança Pública, Governos Federal e Municipal. Somos parceiros e precisamos somar esforços para compreender as dificuldades um dos outros”, explicou o Secretário.

Por Bernardo Carneiro
Fotos: Omar Freire/Imprensa MG

sábado, 3 de junho de 2017

Concurso com vagas de Agente Penitenciário - Carga horária: 24 de trabalho por 72 horas de descanso

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos e a Secretaria Executiva de Ressocialização do Estado de Pernambuco (SERES - PE) está com 85 vagas a serem preenchidas por meio de Concurso Público.
São 17 oportunidades para o sexo feminino e 68 para o sexo masculino com salário de R$ 3.872,82 para atuação em jornadas de 24 de trabalho por 72 horas de descanso no cargo de Agente de Segurança Penitenciária, cujo requisito é diploma de qualquer curso superior reconhecido pelo MEC.
Do total de vagas, seis são reservadas para pessoas com deficiência e a atuação pode ser em qualquer unidade prisional do Estado de Pernambuco.
Com taxa de R$ 120,00, as inscrições podem ser realizadas a partir das 10h do dia 07 de junho de 2017 por meio do site da Cespe, organizadora do certame e ficam vigentes até às 18h do dia 3 de julho do mesmo ano, observando o horário oficial de Brasília.
Quanto as Provas Objetivas da seleção, estão previstas para serem iniciadas no dia 20 de agosto de 2017, especificamente nos municípios de Recife, Caruaru e Petrolina. Além delas, os inscritos vão ser avaliados de outras formas, como: Prova Discursiva, Exames Médicos, Avaliação de Capacidade Física, Avaliação Psicológica, Investigação Social e Curso de Formação.
Este Concurso Público terá validade de dois anos contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período, conforme o edital no link https://www.pciconcursos.com.br/noticias/seres-pe-anuncia-concurso-com-vagas-de-agente-de-seguranca-penitenciaria
Jornalista: Karina Felício

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Presa decepa dedo de Agente penitenciária


Agentes penitenciárias fazem ato após servidora ter parte do dedo decepado em presídio no AC

Grupo protestou em frente do FOC na manhã desta quinta (1º) e visita íntima foi suspensa na unidade feminina. Servidora teve o dedo prensado na parede pela grade.
Por Aline Nascimento, G1 AC, Rio Branco

Um grupo de agentes penitenciárias fez um ato, na manhã desta quinta-feira (1º), em frente ao Complexo Prisional Francisco d’Oliveira Conde (FOC), em Rio Branco, após uma servidora ter parte de um dedo da mão decepada. O crime ocorreu na noite de quarta (31), na unidade feminina do FOC, e uma presa foi levada para a Delegacia de Flagrantes (Defla) da capital acreana. Do presídio, a agentes foram para o Fórum Criminal se reunir com a juíza Luana Campos, titular da Vara de Execuções Penais.
A Associação do Sistema Penitenciário do Acre (Asspen-AC) informou que a presa fingiu passar mal e chamou a servidora. A mulher teve a mão prensada contra a parede por um grupo de detentas. Segundo Asspen-AC, a servidora precisou amputar parte do dedo. O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) informou que tomou as providências e isolou a detenta.
Para pedir providências, o grupo se reuniu em frente do complexo para pedir melhores condições de trabalho e exigir que o grupo que atacou a agente seja transferido da unidade. Devido o ato, a visita intíma na unidade feminina foi suspensa."A gente espera que sejam tomar providências, que transfiram as presas envolvidas porque não foi só uma. É uma cela inteira que comandam o pavilhão todo. Dão as ordens", contou uma servidora que pediu para não ter o nome divulgado.
Segundo o grupo, a juíza garantiu a transferência de uma detenta e prometeu ainda colocar as demais, que participaram da ação, no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).
"A chefe dessa cela, que é comprovadamente a chefe de uma facção aqui fora, alegou que estava passando mal. Então, toda a equipe foi para retirar a presa da cela. Foi retirada essa presa e quando estávamos fechando o cadeado a outra presa chutou a grade. Quando ela chutou estourou o dedo da agente", completou a servidora.